21 de ago de 2012

Nosso maior medo

Quando assisti ao filme Coach Carter pela primeira vez, fiquei encantada com o discurso do personagem Timo Cruz ao perceber finalmente qual era o seu maior medo.

Naquele momento, o que ouvi fez todo o sentido para mim.
Gostei tanto que voltei o filme e escrevi a fala do personagem para ter registrado e recorrer sempre que precisasse de uma motivação extra - para mim ou para meus clientes ou amigos.

Hoje, procurando mais informações sobre o discurso de Timo, descobri que trata-se de um poema, ainda mais belo e forte do que o editado no filme.


Quero então compartilhar com vocês este poema de Marianne Williamson:


      "O nosso maior medo não é não sermos inadequados. Nosso maior medo é sermos fortes além da medida. É a nossa luz, não a nossa escuridão que nos assusta.
        Nós nos perguntamos: quem sou eu para ser brilhante, belo, talentoso e fabuloso? Na verdade, quem é você para não ser? Você é filho de Deus. Sentir-se pequeno não serve ao mundo. Não há nada de nobre em se diminuir para que os outros não se sintam mal à sua volta.
        Nascemos para manifestar a glória de Deus presente em nós. E ela não está apenas em alguns, está em todos nós. E, ao deixarmos a nossa própria luz brilhar, damos permissão inconsciente às outras pessoas para fazer o mesmo.
Ao nos livrarmos do nosso próprio medo, a nossa presença liberta naturalmente os outros."

E então, inspirado para brilhar e irradiar sua luz?




Por Sara Macedo
saramacedo.coach@ig.com.br







 "Our deepest fear is not that we are inadequate. Our deepest fear is that we are powerful beyond measure. It is our light, not our darkness that most frightens us. We ask ourselves, Who am I to be brilliant, gorgeous, talented, fabulous? Actually, who are you not to be? You are a child of God. Your playing small does not serve the world. There is nothing enlightened about shrinking so that other people won't feel insecure around you. We are all meant to shine, as children do. We were born to make manifest the glory of God that is within us. It's not just in some of us; it's in everyone. And as we let our own light shine, we unconsciously give other people permission to do the same. As we are liberated from our own fear, our presence automatically liberates others."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, compartilhe conosco suas ideias ou deixe uma mensagem!