23 de nov de 2012

Andando em círculos – Parte 3


             Você já vem acompanhando a trilogia de textos do tema “Andando em círculos” há algumas semanas e espero ter contribuído de alguma forma para o seu desenvolvimento e criação de perspectivas de futuro. Agradeço desde já a sua companhia.

            Neste terceiro e último texto da série, quero ser mais prática e contar um pouco do que já aprendi ou estou aprendendo sobre sair dos círculos em que nos vemos envolvidos – sim, esse não é um privilégio seu, também o compartilho.

            Volto a dizer, porém, que o problema não é o problema em si, mas o que se faz com ele. Por isso quero compartilhar aprendizados tanto de experiências minhas, quanto de clientes que tenho acompanhado há algum tempo. 

*Se desejar, acesse os links de referências que acrescentei de alguns textos que, vejam só!, já ensinavam tudo isso bem antes de nossa geração nascer.

           Vamos lá:

           A primeira coisa que percebi ser essencial para mudar qualquer cenário, é conhece-lo, é tomar consciência da realidade. Uma vez que você conhece algo, você tem escolha, isto é, consciência gera escolha.

          Pare, desligue o automático e se perceba. Perceba como está sua vida, sua família, sua carreira, sua espiritualidade, sua saúde, o mundo ao seu redor. Que significados você tem atribuído às pessoas e às coisas? Qual o seu cenário atual?

          Segundo: Extraia aprendizados do que existe de bom e deu certo até aqui. Valorize sua competência – afinal você está vivo!
          
          Terceiro: Identifique o que não está dando certo. Isso exige humildade e tempo, além da auto responsabilidade e coragem de que já falamos nos artigos anteriores. Responda: Por que não posso continuar nesse círculo? O que eu quero para o próximo mês? Para o próximo ano? Próximos 5 anos?
         


          Quarto: Encontre apoio para manter-se em movimento. Peça a alguém que o apoie em sua jornada. Mas atenção: deve ser alguém em que você confia e principalmente que deseja ver você feliz e crescendo. 
Também deve oferecer feedbacks sinceros e estimulantes. Pode ser um amigo, um parente ou um(a) coach. 
        
          Quinto: sabe a resposta da pergunta “O que eu quero para os próximos...”?  Transforme-os em objetivos claros e escreva-os em uma agenda ou uma folha a ser pendurada no espelho. A questão é: conviva com seu objetivo diariamente, revisando-o e tendo acesso fácil ao compromisso que assumiu consigo mesmo.
        
          Sexto: Sonhe com seu objetivo, planeje-o, visite-o – se for o caso, e faça uma pequena-grande coisa por ele todos os dias. Entre em ação constantemente.
( Pv14:23 http://www.bibliaonline.com.br/acf/pv/14) Sempre depois do café da manhã eu respondo para mim mesma: O que vou fazer hoje para conseguir ...?

          Sétimo: Valorize cada pequeno avanço. Esse não é um hábito que costumamos cultivar por acharmos que é pouco, mas é nítido e confirmado que tomar consciência e valorizar cada passo é muito importante para manter-se motivado e seguir em frente. Você pode elogiar-se ou premiar-se com pequenos mimos. Experimente!

          Oitavo: Seja diligente. O Rei Salomão (Bíblia Sagrada) fala muito em todo o livro de Provérbios e Eclesiastes sobre manter-se fiel e continuar em frente, independente dos dias bons ou maus. Diligência é o oposto de negligência. Precisa falar mais?

          Nono: Busque a sabedoria, descubra seus valores e mantenha-se firme neles. Fortaleça-os. Pense nos grandes nomes da humanidade: você consegue descrever seus valores com facilidade. Quais são os seus? 
(Pv 3:3-4 e Pv 3: 13-35 http://www.bibliaonline.com.br/acf/pv/3 )

          Décimo e mais importante: Inclua Deus nos seus planos e conte com Sua direção para ter sucesso pleno em tudo o quanto fizer. Quando Ele está a frente e você confia nEle, Ele cuidará pessoalmente para que lhe aconteça somente o que for para o seu bem e para o seu crescimento! 

         Que essas palavras sejam úteis para sua felicidade e equilíbrio. E principalmente que se transformem em ações!

          Elas são fruto da experiência de muitas pessoas: minhas, de clientes, amigos, sábios da Bíblia, e de alguma forma, suas também.




Não fiquem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.
E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.
  Filipenses 4:6-7

NVI

Grande abraço,

Por Sara Macedo

Para ler o primeiro texto da série, clique em Andando em círculos - Parte I 
Para ler o segundo texto da série, clique em Andando em círculos - Parte 2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, compartilhe conosco suas ideias ou deixe uma mensagem!